quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Dica: A Arte da Ordenha


Nenhum homem estimulado regularmente consegue reter o esperma indefinidamente. Se por um lado é essencial manter o seu marido num estado permanente de excitação por outro é imperativo estar preparada para o aliviar de toda esta carga sexual acumulada sem, obviamente, recorrer a sexo. Qualquer mulher sabe que após a ejaculação o homem perde temporariamente o entusiasmo e o apetite por sexo. No caso do cuckold esta quebra é ainda mais grave, sai da personagem, abandona a fantasia chegando mesmo a rejeitar e opor-se a qualquer evento que esteja a decorrer. Qual será então a solução para manter o homem permanentemente excitado, motivado, receptivo e sexualmente aliviado ? A Arte da Ordenha.

Ordenhar o Cuckold significa simplesmente alivia-lo do fardo do esperma sem envolver prazer. Muitas mulheres pensarão que tal procedimento é cruel e até desumano! Por vezes recebo cartas de esposas contando como o sentimento pelo marido as impede no último segundo de concluir a ordenha sem prazer. Seja por pena, amor, medo ou instinto, muitas mulheres acabam por permitir aos maridos ter prazer sem perceberem que isso destrói a fantasia que tanto os excita e impele a mergulhar no excêntrico mundo do Cuckolding. É essencial que perceba que a abstinência do prazer sexual é um dos pilares do estilo de vida cuckolding. Repare na quantidade de apetrechos que existem para reafirmar e garantir a abstinência sexual. As gaiolas para o pénis fechadas a cadeado são os mais comuns, e impedem o cuckold de se masturbar e ter relações sexuais.

Durante o sexo o seu marido cria imensas expectativas, ele deseja que o leve ao limite, que o obrigue a fazer o impensável, que seja ousada, egoísta, fria, sarcástica, irónica, má. Mas todos estes desejos caem por terra assim que lhe é permitido ter prazer e ejacular, isso deixa-o frustrado. Não se realizou sexualmente e pior do que isso, perdeu a vontade.

Quando dá prazer ao marido cuckold está a castrar a sua sexualidade, a impedi-lo de alcançar o que ele mais deseja.

A Ordenha consiste na massagem do pénis e da próstata permitindo ao esperma ser expelido gradualmente sem qualquer sensação de prazer. Pode, por exemplo, sentar-se sobre as costas do seu marido e com o dedo ou um dildo  no ânus, massajar-lhe a próstata e, ao mesmo tempo, o pénis com movimentos lentos ascendente e descendentes ou esfregando apenas a cabeça do pénis com o dedo. Qualquer movimento mais rápido irá causar a sensação de prazer, por isso contenha-se. Quando sentir que está prestes a ejacular largue o pénis mantendo apenas a massagem da próstata, em alternativa massage lentamente os testículos estimulando a saída do esperma.

O seu marido vai ejacular mantendo o entusiasmo sexual, sem sair do papel de corno que tanto gosta. Isso faz com que possa continuar a fazer-lhe tudo o que desejar e o que a sua imaginação ditar. Muitas mulheres fazem a ordenha para um copo dando-o a beber durante o processo, outras usam uma colher, há quem insira o esperma no anus do cuckold através de um funil, ou o espalha sobre a vagina para ele lamber.

No final o seu marido vai continuar com o mesmo desejo com que começou, vai sentir-se aliviado,excitado e, mais importante, sexualmente realizado!

O poder que a mulher de um cuckold exerce sobre ele advém do controlo que tem sobre a sua sexualidade. Quanto mais controlar mais poder tem. Recorde que a humilhação é outra componente importante no cuckolding sendo a penetração e a ordenha actos que elevam o seu nível. Sinta-se confiante durante o processo, mostre-lhe o prazer que sente em impedi-lo de ter um orgasmo e roubar-lhe a masculinidade. Se precisar de motivação lembre-se dos homens com quem vai poder ter sexo, da adoração que o seu marido irá ter por si, do desejo constante. E aproveite para se vingar de todos os momentos menos bons que certamente já teve no seu casamento.

Deixo-lhes ainda uma dica. Comece os preliminares cedo, de preferência logo pela manhã. Se o mantiver excitado durante o dia será mais fácil fazer-lhe a ordenha. Envie-lhe fotografias para o telemóvel, mensagens, apalpe-lhe o pénis e o rabo, conte-lhe como um colega de trabalho se está a fazer a si, obrigue-o a usar um plug, tire-lhe o pénis para fora e massage-o.

Para complementar o que aprendeu aqui e conhecer outra técnica que lhe permite atingir o mesmo objectivo recomendo que leia o post Como prolongar o acto sexual e não perder a vontade depois do orgasmo





















1 comentário:

  1. Muito interessante, nunca tinha pensado muito no problema do meu marido perder a vontade de continuar a ser corno depois do orgasmo, pensei que era normal e nunca liguei. Mas agora que penso no assunto percebo porque é que ás vezes, por mero acaso continuava entusiasmado com a ideia depois do sexo. Acontecia sempre quando parava de o masturbar quando chegava ao orgasmo que aprendi no Ruined Orgasm

    ResponderEliminar